Casa Cidades

Viveiro de mudas geodésico é instalado em escola pública do Recife (PE) como prática interdisciplinar para cocriação de uma cidade mais resiliente a problemas ambientais

A Escola Estadual de Referência em Ensino Médio Professor Cândido Duarte, localizada na zona norte do Recife (PE), vivenciou no dia 17 de outubro de 2019 uma das mais belas ações desde foi implementado o projeto Pé de Vida (cujo objetivo é a adequação sustentável e a ressignificação das áreas verdes ociosas da escola). O Pé de Vida é resultado de atividades previstas no projeto Despertando Sementes: permacultura e agricultura urbana pedagógica no Recife, desenvolvido há um ano pelo Coletivo SAFe (grupo de universitários que autogestiona o Sistema Agroflorestal Experimental da Universidade Federal de Pernambuco), com apoio do Fundo Socioambiental CASA e uma enorme rede de parceiros.4-de-mar-o_27

Na ocasião, foi instalado um Viveiro de mudas Geodésico, que, a médio prazo, irá fornecer ao jardim didático, ao Sistema Agroflorestal da Cândido Duarte e à comunidade do entorno cerca de 100 mudas em um ano. A produção de mudas tem um potencial incrível de Educação Ambiental e otimizaria a implementação do SAF, completando o ciclo junto com a compostagem e dando sentido ao processo de ensino e aprendizagem associado. Além disso, a EREM Cândido Duarte localiza-se na Área de Preservação Permanente do Rio Capibaribe em seu trecho no bairro de Apipucos, que atualmente encontra-se sem vegetação ciliar. As turmas do 2º ano tiveram aulas juntas nesse dia, assim como também se fundiram as aulas de Física, Matemática, Biologia e Geografia, permitindo aos professores associarem os assuntos de sala de aula (como a angulação faces do icosaedro favorece a diminuição da temperatura no interior da estrutura, influenciando na sensação térmica) com a explicação teórica de como construir a estrutura geodésica. viveiro1

A construção do Viveiro só foi possível através de uma rede forte de parceiros e apoiadores. O coletivo Kapi’wara, que também é apoiado pelo Programa CASA Cidades, trouxe sua experiência na montagem da estrutura em material de cano de pvc, cujas peças foram preparadas junto com estudantes do curso técnico em Agroecologia oferecido pelo Serviço de Tecnologia Alternativa (SERTA). A montagem do Viveiro ocorreu com a presença de integrantes do Kapi’wara e com os estudantes da EREM Cândido Duarte. Toda a estrutura foi adquirida com recurso da organização inglesa RAIN Reforest, que está iniciando a atuação no Nordeste brasileiro e tem a instalação desse Viveiro geodésico como projeto piloto a ser replicado em mais comunidades estratégicas da Região Metropolitana do Recife.

As próximas etapas terão como foco a manutenção permacultural do Viveiro através de projeto de irrigação inteligente e autônoma (em parceria com o ECOLUME), além de inserir o Projeto no Planejamento Pedagógico da escola em 2020.

Author image
Sobre Ravi Rocha
Biólogo e Mestrando do Programa de Pós Graduação em Rede Nacional para o ensino das Ciências Ambientais (UFPE). Integrante do Coletivo SAFe UFPE e do Biofilia - Laboratório Vivo