Casa Cidades

Resumo das atividades de Fevereiro e Março

Em fevereiro realizamos o treinamento para novos voluntários, uma das atividades mais importantes para a continuidade do nosso trabalho. O treinamento capacita novas pessoas a contribuírem em todas as atividades que realizamos. Abordamos nele, desde aspectos teóricos como a legislação e estudos dos benefícios individuais e coletivos da mobilidade ativa, à aspectos práticos, colocando os participantes para realizarem as atividades que fazemos no dia a dia da instituição, como o foquinha e o bonde a Pé.

A importância do treinamento supera a formação de novos voluntários para as atividades, pois qualifica novas vozes a discutirem em suas comunidades sobre caminhabilidade.
IMG_0517

IMG_0605

Já no mês de março a Corrida amiga realizou diversas atividades: do lúdico ao debate, da teoria à prática, levamos esse mês o transporte a pé para todas as idades e de várias formas.

Realizamos atividades tanto com os menorzinhos da EMEI Angelo Martino e da EMEI Dona Ana Rosa, quanto com os alunos do fundamental na EMEF Carolina de Jesus.
Na escola Dona Ana Rosa oferecemos o circuito do foquinha para 5 turmas, cerca de 200 crianças que pela nossa atividade foram introduzidas ao tema da mobilidade na cidade. Ouviram e experienciaram as dificuldades de andar na cidade e da acessibilidade pelo brincar. A escola ainda nos presenteou com um post super bacana no site deles, contando sobre como foi receber nossa visita neste dia de atividade, um fato muito importante, visto que é o canal online de comunicação da escola com as famílias, permite que o tema da atividade, saia de dentro da escola e atinja um público mais adulto que se conscientiza e passa a confirmar a importância de falar sobre mobilidade ativa desde cedo com as crianças e escola.

Manh--2019-03-18-at-16.26.49--1-

Ainda com o público escolar oferecemos para duas turmas da EMEF Carolina de Jesus e mais 3 turmas da EMEI Angelo Martino o foquinha. Na metodologia do foquinha é abordada, como base introdutória, o andar na cidade. Através dele é possível que as crianças aprendam de modo lúdico e pedagógico, a importância da nossa cidade e da mobilidade a pé pela cidade permitindo que a conversa seja proveitosa tanto com o pessoal do fundamental quanto do infantil.

No campo universitário, propusemos um Bonde a Pé como uma atividade prática na SP Mobilities 2019. Como o tema (Des)Igualdades em movimento, (I)Mobilidades e o Urbano na América Latina a segunda edição do evento buscou examinar criticamente nossas cidades de posse das lentes das mobilidades. Oferecemos a possibilidade dos pesquisadores analisarem de perto a mobilidade a ativa do caminhar no trajeto do metrô Butantã até a porta do evento, na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH - USP), com base na nossa metodologia técnica do Bonde a Pé para universidades. O que permitiu que quem participou do Bonde, chegasse ao evento com novas perspectivas sobre a mobilidade ativa e malha viária da cidade de São Paulo.
130319_SPMob_Lucas-Ota--2-

130319_SPMob_Thiago-Salvadeo--1-

Em resumo nesse mês foram 318 pessoas atingidas, entre apoiadores e praticantes nas 17 horas de atividades oferecidas.

No mês de Abril além das nossas atividades iremos pautar ainda mais o caminhar nas calçadas na nossa já conhecida campanha Calçada Cilada, que esse ano vem com cara nova mas com a mesma força de sempre. Então baixem o aplicativo do Colab e vamos mapear as #ciladas de nossas cidades. Mais informações em: http://corridaamiga.org/campanhas/calcada-cilada/

Todas essas atividades fazem parte de uma série de atuações propostas pela Corrida Amiga ao Programa CASA Cidades e só foi possível graças à disposição e disponibilidade de nossos voluntários e das escolas.