Casa Cidades

Projetos sobre Reciclagem refletem acerca da importância da sensibilização sobre o tema

Na última quarta-feira os grupos apoiados pelo Programa CASA Cidades com a temática Reciclagem se juntaram em um call para falar sobre as melhores práticas e desafios dos seus projetos. O principal aspecto destacado pelo grupo foi o fato da reciclagem ser uma questão sistêmica, por envolver muitos atores no processo, consumidores, produtores, catadores, indústrias, a sua aplicabilidade torna-se mais complexa e perpassa pela mudança de hábitos, principalmente, dos consumidores.

Um exemplo da sensibilização é da ONG Nave que, para trazer um propósito maior ao reaproveitamento dos materiais, destaca nas oficinas de reciclagem de papel, a questão ambiental como ponto-chave para o trabalho:

"Fazemos as oficinas para as mulheres (beneficiárias do projeto) entenderem porque elas estão participando do projeto, porque ele é importante para elas e para o meio-ambiente".

Além disso, a mensuração da quantidade de dióxido de carbono que deixa de ser emitido na atmosfera a cada produção de papel nas oficinas também é calculada por elas. Esse número chega a ser de 12,5 kg por oficina, trazendo como resultado direto do trabalho realizado a redução do impacto ambiental negativo causado pelo descarte incorreto.

A mudança de hábitos entre os consumidores e produtores de resíduos é colocada como um aspecto fundamental para a reciclagem entre os participantes. A organização Amigos de Belém que trabalha com a sensibilização de diversos públicos na cidade destaca que ainda há muito para evoluir, mas que o trabalho já mostra bons resultados:

"A ilha do Cumbú tem um fluxo grande de tursitas, mas eles queimam o lixo ou aterram. Então fizemos uma sensibilização com os restaurantes e hoje já tem restaurante usando o Meu Copo Eco, ou seja, o turista só tem a opção de beber a água no copo. Funciona assim, o consumidor paga um valor pelo copo e se não quiser ficar com ele depois pega o dinheiro de volta quando acabar de beber."

Através da participação do projeto Cuidar das Cidades Nossa Casa Comum, Joilson destacou também a importância do trabalho de articulação junto aos órgãos públicas que o grupo tem feito através da qualificação dos catadores para atuarem nos espaços de debate de políticas públicas e aproveitou para divulgar a campanha "Repense o Seu Papel" que traz a valorização dos catadores, em parceria com artistas e músicos locais. A campanha pretende sensibilizar a população acerca da importância do trabalho dos catadores e das cooperativas para a manutenção de um ecossistema mais sustentável.

No call foi também discutido como projetos que possuem outras temáticas, que não a reciclagem, também precisam pensar em soluções para que as suas atividades sejam mais sustentáveis, à exemplo da Feira realizada pela Associação de Agricultores Familiares na região metropolitana de Belo Horizonte que vem buscando alternativas sustentáveis para embalagens dos seus produtos.

Um dos principais objetivos dos call temáticos é criar uma rede nacional, entre as regiões metropolitanas, de intercâmbio de experiências e saberes para o fortalecimento das organizações e, consequentemente, dos projetos. Essas conexões são de extrema importância para que essa rede torne-se ainda mais forte e atuante no Programa CASA Cidades e para além dele.

Author image
Sobre Laura Gurgel