Casa Cidades

Projeto Núcleo de Cidades inicia segunda etapa das ações com visita de campo

No último dia 06 de abril (sábado), cerca de 30 estudantes de diversos cursos da UFMG, participantes da disciplina dos Lumes – Lugares de Urbanidade Metropolitana – visitaram os três municípios que serão trabalhados neste semestre: Matozinhos, Nova União e Vespasiano.

Esta é uma ação de extensão, realizada em parceria com o projeto Núcleo de Cidades, desenvolvido pelo Favela é Isso Aí com recursos do Fundo Socioambiental Casa, já em seu segundo semestre de execução.

A primeira parada foi na cidade de Nova União, com o objetivo de conhecer as experiências de trabalho da juventude local. O encontro com a comunidade ocorreu no espaço conhecido como Pé de Banana, onde Jorge Luiz da Silva – coordenador do Centro de Referência e Assistência Social (CRAS) – e Wenderson Quintino dos Santos – Presidente do Conselho Municipal de Juventude (COMJU) – apresentaram os projetos desenvolvidos pelos jovens nova-unienses.

Em segundo lugar o grupo visitou o Espaço Sociocultural Diadorim, uma biblioteca comunitária situada na cidade de Vespasiano, que já é parceira dos Lumes há vários anos. Estiveram no encontro Adriana Lara, cidadã e participante do coletivo, e Kelly Rodrigues dos Santos, membro do Núcleo Gestor do CEU das Artes Vespasiano. Neste município estão sendo realizadas ações de fortalecimento da ação coletiva, a exemplo da Oficina Construindo o Futuro a partir da Ação comunitária, que reuniu cerca de 25 lideranças locais em fevereiro deste ano.

Por fim, os alunos puderam conhecer um pouco mais sobre o Parque Ecológico Barrocão, em Matozinhos. O Parque, localizado no bairro São Paulo, foi criado em 2014 e possui 13,4 hectares. Durante a visita o ambientalista Procópio de Castro falou das ações que estão sendo feitas pelos próprios moradores, tais como o plantio de mudas nativas e a luta pela institucionalização e manutenção do Parque. Procópio também falou sobre a importância de se ter uma educação ambiental na região, que é alvo de queimadas constantes decorrentes de ações causadas pela vizinhança. A última, ocorrida este ano, afetou cerca de 20% da área do Parque.

O projeto Núcleo de Cidades tem como objetivo central “contribuir para o desenvolvimento local e o fortalecimento comunitário e fomentar a construção da autonomia e da emancipação social dos grupos locais, através da formação de novas lideranças e da ampliação da participação cidadã na gestão do território e na tomada de decisões na Região Metropolitana de Belo Horizonte”.

As próximas ações são a realização de encontros em cada uma das cidades, conduzidas por grupos de alunos e equipe Favela é Isso Aí, para elaboração de diagnóstico participativo, escolha de uma ação prioritária, planejamento compartilhado e execução da atividade junto à comunidade. Todas as atividades serão desenvolvidas até o fim deste primeiro semestre de 2019.

WhatsApp-Image-2019-04-06-at-18.14.19-1-

WhatsApp-Image-2019-04-07-at-00.38.50